A LÁGRIMA Neuza Maria Spínola
Uma lágrima cai,  tão triste! Sofrida, de uma dor que ainda resiste, Vai descendo inquieta pela margem, Escorregando pelo ...
Passa salgada, pelos lábios meus; Tento segurá-la entre meus dedos, E ela cai, e me molha o peito Diz-me em silêncio, é aq...
E outra lágrima vem descendo, Feito onda pequena, de um rio  imenso
Sem vento, este choro é suave, Tem somente a voz da saudade, Brotando em ondas brandas, Navegando, entre espumas brancas. .
  É lágrima sentida, como choro de mágoa, e deixa mais verdes, os olhos tristes e ocos,  Vazios, como se morressem aos pou...
Mas resistindo em ainda acreditar;  Tendo vontade de poder te amar,
Escondendo-se num vale silencioso,  Encolhendo-se, como pequeno pássaro medroso,  Desabando-se em choro, até sua dor se ac...
Direitos Autorais Registrados e Reservados Do livro, O Homem é o Verso, a Mulher o Poema,  Site pessoal  www.spinolapoesia...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

LAGRIMA

370 visualizações

Publicada em

LAGRIMA

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
370
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LAGRIMA

  1. 1. A LÁGRIMA Neuza Maria Spínola
  2. 2. Uma lágrima cai, tão triste! Sofrida, de uma dor que ainda resiste, Vai descendo inquieta pela margem, Escorregando pelo rosto, forte e selvagem
  3. 3. Passa salgada, pelos lábios meus; Tento segurá-la entre meus dedos, E ela cai, e me molha o peito Diz-me em silêncio, é aqui o meu leito!
  4. 4. E outra lágrima vem descendo, Feito onda pequena, de um rio imenso
  5. 5. Sem vento, este choro é suave, Tem somente a voz da saudade, Brotando em ondas brandas, Navegando, entre espumas brancas. .
  6. 6.   É lágrima sentida, como choro de mágoa, e deixa mais verdes, os olhos tristes e ocos, Vazios, como se morressem aos poucos,
  7. 7. Mas resistindo em ainda acreditar; Tendo vontade de poder te amar,
  8. 8. Escondendo-se num vale silencioso, Encolhendo-se, como pequeno pássaro medroso, Desabando-se em choro, até sua dor se acabar.! 
  9. 9. Direitos Autorais Registrados e Reservados Do livro, O Homem é o Verso, a Mulher o Poema, Site pessoal www.spinolapoesias.spaces.live.com Página – http://recantodasletras.uol.com.br Música- Luiz Miguel - Contigo

×