A MENINA DOS MEUS OLHOS
A menina dos olhos é a pupila. Segundo os oftalmologistas, esta é a parte mais sensível do corpo humano. É assim que Deus ...
Lembro-me do temor de Davi quando teve o rei Saul em suas mãos: “O Senhor me guarde de que eu faça tal coisa ao meu Senhor...
Não me escandalizo com o juízo radical exercido sobre Ananias e Safira (At. 5), sobre outros tantos na igreja primitiva (I...
Portanto, meus amados, vivamos de maneira sóbria, piedosa, justa, amando de coração aqueles que por Deus são amados, sem h...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A MENINA DOS MEUS OLHOS

942 visualizações

Publicada em

A MENINA DOS MEUS OLHOS

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
942
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A MENINA DOS MEUS OLHOS

  1. 1. A MENINA DOS MEUS OLHOS
  2. 2. A menina dos olhos é a pupila. Segundo os oftalmologistas, esta é a parte mais sensível do corpo humano. É assim que Deus descreve a sua relação com o seu povo. “Pois assim diz o Senhor dos Exércitos: porque aquele que tocar em vós toca na menina do meu olho” (Zc. 2:8). Na teologia isto é chamado de ‘antropofagismo’, ou seja, uma linguagem humana traduzindo sentimentos e idéias divinos. Deus não tem pernas nem braços, costas ou asas, Ele é Espírito, e não um ser limitado a uma forma. ‘ A menina dos olhos’, neste caso, significa o zelo divino para com o seu povo. Não o zelo segundo os nossos conceitos, regidos por interesses e conveniências, mas o verdadeiro, o puro, sem segundas intenções. Deus ama e protege a sua igreja, o seu povo, muitas vezes mais que uma leoa ou ursa aos seus filhotes. Ai daqueles que tocarem nos eleitos de Deus.
  3. 3. Lembro-me do temor de Davi quando teve o rei Saul em suas mãos: “O Senhor me guarde de que eu faça tal coisa ao meu Senhor, isto é, que eu estenda a mão contra ele, pois é o ungido do Senhor” (I Sam. 24:6). Lembro-me das palavras do Senhor Jesus acerca dos tropeços: “Qualquer; porém, que fizer tropeçar a um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e fosse afogado na profundeza do mar. Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual vem o escândalo!” (Mt. 18:6,7). Entendo perfeitamente a tristeza do apóstolo Paulo de ser considerado o menor dos apóstolos, e não ser digno de ser chamado apóstolo, por ter perseguido a igreja de Deus (I Cor. 15:19).
  4. 4. Não me escandalizo com o juízo radical exercido sobre Ananias e Safira (At. 5), sobre outros tantos na igreja primitiva (I Cor. 11:30), e sobre muitíssimos hoje, por conta dos seus maus caminhos. De Deus não se zomba, aquilo que o homem semear, isto ceifará. As sagradas Escrituras afirmam que o nosso Deus é Zeloso e vingador, que não ficará impune ninguém que escarneça de Deus e do seu povo. (Prov. 16:5; 17:5; Jr. 25:29; Na. 1:2) terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo. Irmão amado receba com reverência esta mensagem; já está chegando o dia em que Deus trará à luz todas as coisas escondidas, e que vingará o sangue dos seus servos. “Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao Evangelho de Deus?” (I Pe. 4:17)
  5. 5. Portanto, meus amados, vivamos de maneira sóbria, piedosa, justa, amando de coração aqueles que por Deus são amados, sem hipocrisia, fazendo sempre o bem, sabendo que cada irmão nosso, em qualquer parte do planeta, é a menina dos olhos de Deus. Que a nossa motivação seja a mesma do rei Davi: “Não sejam envergonhados por minha causa os que esperam em ti, Ó Senhor dos Exércitos; nem por minha causa sofram vexame os que te buscam, ó Deus de Israel” (Sal. 69:6). Receba esta palavra como palavra de Deus pra sua vida, em nome de Jesus. Autor: Pr. Itamar S. Bezerra Edição e Criação Gráfica: Janice M. dos Santos

×