A Loucura Autor: Rubéns José de Oliveira
l o u c o Sois louco? Não sei..Fui  condenado Qual   a sentença ? nem sei um  pouco. Escuto vozes atrozes ;sussurros ,grit...
m u d o Tudo cai ..Chego a ilusões profundas em busca de um amor...engano ledo..... Ilusão do meu eu..que já morreu. Têm m...
Meus amigos ..ah...ah..ahh .....sumiram no mundo.       Querem me matar!!! .Escuto  a me persequir os clarins dos batalhõe...
Porque? Querem me jogar no lago profundo .   Para que nunca mais me encontrem  neste mundo? Na vida  sempre..sempre conjug...
Rasgo as minhas roupas ; e as deixo em trapos . Em ataques frequêntes ,quebro todos os pratos Meus cristais  trituro  com ...
Oh! vida minha errante para onde irei ? Já sei..visitarei o Rei.Serei rainha por um dia só :pintarei o castelo todo de pre...
As outras  joguem aos corvos para se extasiarem da nobreza ..porca .. e que causa aos pobres somente  tristeza. Quando vol...
Sonâmbula ,com insônia...deambulando  pela rua só... vejo desprezo,risos sardônicos e atitudes  fantasmas sem moral.  Cada...
Meu ser já grita sem contrôle.....e se quer  ouvem o meu  clamor! nenhum pouco. Nos meus olhos lacrimejantes ... Vejo.. ta...
m i s é r i a www.rubensjoseoliveira.recantodasletras.com.br Produtora: Sílvia Miriam “  Seu texto, quase um conto, deixa ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A LOUCURA

449 visualizações

Publicada em

A LOUCURA

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
449
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A LOUCURA

  1. 1. A Loucura Autor: Rubéns José de Oliveira
  2. 2. l o u c o Sois louco? Não sei..Fui  condenado Qual   a sentença ? nem sei um  pouco. Escuto vozes atrozes ;sussurros ,gritos que  me dão medo
  3. 3. m u d o Tudo cai ..Chego a ilusões profundas em busca de um amor...engano ledo..... Ilusão do meu eu..que já morreu. Têm medo de mim ....sou a feiticeira que provoca as tempestades do mar.   Nem sei se ainda sou capaz de amar...  
  4. 4. Meus amigos ..ah...ah..ahh .....sumiram no mundo.       Querem me matar!!! .Escuto  a me persequir os clarins dos batalhões. Podem acreditar..São os soldados  a querer  me fusilar nos pelotões. Não me deixem ... Mesmo assim amo a vida nesta lida nibida e       jogada aos grotões .
  5. 5. Porque? Querem me jogar no lago profundo .   Para que nunca mais me encontrem  neste mundo? Na vida  sempre..sempre conjuguei o verbo amar Mas as pessoas não querem me alegrar.Fico triste  e me  ponho a chorar
  6. 6. Rasgo as minhas roupas ; e as deixo em trapos . Em ataques frequêntes ,quebro todos os pratos Meus cristais  trituro  com  meus diamantes e os  o jogo para o infer- no de Dante.
  7. 7. Oh! vida minha errante para onde irei ? Já sei..visitarei o Rei.Serei rainha por um dia só :pintarei o castelo todo de preto...darei ordem aos mordomos  para matarem as ovelhas de sua majestade .Algumas levarei para casa para os miseráveis que nada tem  que como eu deambulam sem fim.
  8. 8. As outras  joguem aos corvos para se extasiarem da nobreza ..porca .. e que causa aos pobres somente  tristeza. Quando voltar... não terei nenhuma dó ..estou só...fora deste mundo  já faz tempo....e por onde passo encontro  ventos e tormentos.
  9. 9. Sonâmbula ,com insônia...deambulando  pela rua só... vejo desprezo,risos sardônicos e atitudes  fantasmas sem moral.  Cada vez mais é o meu tormento . Tento às vezes ser chacal para espantar este terrível mal. Recebo em troca açoites de um animal.
  10. 10. Meu ser já grita sem contrôle.....e se quer  ouvem o meu  clamor! nenhum pouco. Nos meus olhos lacrimejantes ... Vejo.. tantas ..tantas outras  pessoas  rindo  da  minha desgraça  Sem nenhum amor. AH!  Deus meu ...se pudesse me ouvir  um doutor?
  11. 11. m i s é r i a www.rubensjoseoliveira.recantodasletras.com.br Produtora: Sílvia Miriam “ Seu texto, quase um conto, deixa o que pensar, nos faz refletir. É a busca? É um pedido de socorro? O socorro do médico que a ouça de verdade? ou de alguém especial, na figura do médico? Bastante reflexivo....( Naja) Créditos: Poema:Rubéns José de Oliveira Imagens: Internet

×