Apresentação1 porto santo

535 visualizações

Publicada em

lolo

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
535
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação1 porto santo

  1. 1. Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de São Roque<br />Porto Santo<br />Laura Serrão Nº 11 <br /> Leonardo Garanito Nº12<br /> Mónica Barros Nº17<br />
  2. 2. Tópicos a abordar<br /><ul><li>Introdução
  3. 3. A lenda dos Profetas
  4. 4. A História do Porto Santo
  5. 5. Conclusão
  6. 6. Bibliografia</li></li></ul><li>Introdução<br />Com este trabalho pretendemos dar a conhecer alguns mitos e lendas do Arquipélago da Madeira, nomeadamente da Ilha do Porto Santo. <br />Para elaborar este trabalho procurámos vários assuntos relacionados com o Porto Santo. Mas quanto ás lendas e mitos não encontrámos muita informação. Por isso colocámos alguma cultura sobre o Porto Santo.<br />
  7. 7. A Lenda dos Profetas do Porto Santo<br />      <br />   Habitava na ilha, um pastor eremita e selvagem que, por suas poucas relações e falas, era conhecido por bravo. <br />            Aproveitando-se do mistério que rodeava a sua vida, resolveu fazer-se passar por profeta iluminado pelo Espírito Santo. <br />            Certa noite desceu ao povoado, trazendo uma campainha e alarmando todo o povo que de todos os lados acorria curioso. O Espírito Santo ocupava a alma do profeta “ Fernão Nunes” mandando-o desvendar publicamente os defeitos e as culpas secretas de toda a gente. <br /> <br />           <br />
  8. 8. A Lenda dos Profetas do Porto Santo<br />O Povo foi-se deixando levar pelo pastor, acontecendo tamanhas barbaridades. <br />Um dia três habitantes da Ilha que não acreditavam nas palavras do profeta, partiram para “Machico” pedindo auxílio às autoridades. <br />  O pastor foi preso juntamente com a sua sobrinha Filipa, também envolvida, e foram mandados para o tribunal de El-Rei que os condenou, a estarem à porta da Sé de Évora durante a missa de terça, com círios acesos na mão e grande letreiro que dizia: “Profetas do Porto Santo”.<br />
  9. 9. A História do Porto Santo<br />
  10. 10. A Lenda do Rei D. Sebastião<br />Desde o desaparecimento do Rei D. Sebastião, que o povo português esperava o seu regresso.<br /> <br />           Reza a lenda que os Porto-santenses acreditavam que o rei estava refugiado numa pequena Ilha, situada atrás do Porto Santo, mas nunca ninguém a podia ver, porque estava submersa. Mas, um dia de nevoeiro, essa Ilha iria emergir, e o rei regressaria a Porto Santo. <br />           <br />
  11. 11. A Lenda do Rei D. Sebastião<br />Havia uma outra versão desta lenda, conta que o Rei D. Sebastião ia aparecer numa Quinta-Feira no dia de S. João. Nesse dia, a cidade do Funchal era arrasada e a escada do Monte servia de refúgio. <br /> O povo dizia que ele ia aparecer numa praia do Porto Santo. Nesse momento as pessoas tinham de fugir e não olhar para trás, senão transformavam-se em pedras de mármore.<br />
  12. 12. El Rei D. Sebastião - José Cid<br />Depois de Alcácer QuibirEl Rei D. SebastiãoPerdeu-se num labirintoCom seu cavalo realAs bruxas e adivinhos Nas altas serras beirasJuravam que nas manhãsDe cerrado de nevoeiroVinha D. SebastiãoPastoras e trovadoresDas Regiões litoraisAfirmaram terem vistoPerdido entre os pinhaisEl Rei D. SebastiãoCiganos vindos de longeDesconhecidos falcatosTentando iludir o povoSerem enguias afirmaramEl Rei D. SebastiãoE que voltava de novo<br /> <br />Todos foram desmentidosCondenados às tempestadesPois nas praias dos AlgarvesTrazidos pelas marésEncontraram o cavaloFarrapos do seu gibãoPedaços de nevoeiroA espada e o coraçãode El Rei D. SebastiãoDepois de Alcácer Quibirvirá D. SebastiãoE uma lenda nasceuEntre a bruma do passadoChamam-lhe "O DesejadoPois que nunca mais voltouEl Rei D. SebastiãoEl Rei D. Sebastião<br />
  13. 13. A Lendade Cristóvão Colombo<br />Quando houve a Guerra Europeia, os Madeirenses viram-se reduzidos à Praia do Porto Santo.<br />Foi nessa ilha que chegaram as naus de Zarco e onde abanou a bandeira branca com a Cruz de Cristo. <br />Diz a Lenda que Cristóvão Colombo nas noites luarentas, vem passear a sua saudade, vagueando sobre as areias da Ilha do Porto Santo, parando de vez em quando a interrogar o horizonte que se confundia no céu. E que a sombra do descobridor ia-se afastando levada pela brisa.<br />
  14. 14. Bibliografia<br /><ul><li>http://www.youtube.com/watch?v=25vc-2kvJgE&feature=player_embedded#!
  15. 15.  
  16. 16. http://esoterismo-kiber.blogs.sapo.pt/64089.html
  17. 17. http://cafo1965.spaces.live.com/blog/cns!6E05BB6C4BDFDEEA!460.entry
  18. 18. http://issuu.com/alzira/docs/a-lenda-de-colombo
  19. 19. http://www.ilhadourada.pt/historia</li></li></ul><li>

×