Capítulo XXIII - MC

24.785 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.785
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18.611
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capítulo XXIII - MC

  1. 1. Memorial do Convento<br />José Saramago<br /> Capítulo XXIII<br />Telma Antunes nº 11<br />12º A<br />
  2. 2. Capítulo XXIII<br />Tópicos a reter<br /><ul><li>Descrição do cortejo e dos dezoito Santos que estão a ser transportados para o convento de Mafra;</li></ul>(Estes santos foram construídos em Itália e estão agora a ser transportados em carros, puxados por juntas de bois, onde se faz uma comparação com o transporte da pedra de “ Benedictione”).<br /><ul><li>Deslocação dos Noviços até Mafra uma vez que a data da sagração do convento se aproximava;</li></ul>(descrição do caminho percorrido e do dia - a - dia dos mesmos).<br /><ul><li>Chegada dos santos e dos noviços a Mafra;
  3. 3. Regresso de Baltasar após o árduo trabalho de levar os santos até Mafra;
  4. 4. Baltasar e Blimunda deslocam-se ao local onde se encontram as estátuas;</li></li></ul><li>Capítulo XXIII<br />Continuação…<br /><ul><li>Baltasar anuncia a Blimunda a sua partida para ver como se encontra a passarola passados seis meses e Blimunda demonstra a sua inquietação;
  5. 5. Referência aos anos de construção do convento (13 anos);
  6. 6. Baltasar e Blimunda chegam ao círculo das estátuas;
  7. 7. Voltam para casa e encontram-se numa barraca existente no quintal onde irão ter a sua despedida amorosa;
  8. 8. Bartolomeu parte para Monte Junto(local onde a passarola se encontra escondida);
  9. 9. Chega ao local onde a passarola se encontra e para seu grande alivio a passarola ainda lá se encontra;
  10. 10. Baltasar entra na passarola acabando por cair e provocar o voo da máquina. </li></li></ul><li>Capítulo XXIII<br />Citações <br /><ul><li>“(…) são coisas que só podem acontecer uma vez na vida, se o engenho não engenhasse maneiras de tornar fácil o difícil, mais valia ter deixado o mundo na sua própria brutidão.”
  11. 11. “ o tempo às vezes não parece passar, é como uma andorinha que faz o ninho no beiral, sai e entra, vai e vem, mas sempre à nossa vista ,(…)”
  12. 12. “(…), a morte vem antes da vida, morreu quem fomos, nasce quem somos, por isso é que não morremos de vez, (…)”</li>

×