Dicotomia cidade campo

8.410 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.410
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dicotomia cidade campo

  1. 1. Cesário Verde retrata umacidade decontrastes, captando oreal, denunciando osopostos, focandoespecialmente os lugarespobres, descrevendo tudo oque vê, enquanto passeiapela cidade. Pretendecaptar a primeira impressãoque lhe é deixada pelascoisas, projetando para oexterior o seu interior.
  2. 2. A supremacia exercida pela cidade sobre o campo leva o poetaa tratar estes dois espaços em termos dicotómicos.
  3. 3. Cesário Verde passou a sua infância entre oambiente citadino (cidade de Lisboa), onde seu paipossuía uma loja de ferragens, e o ambiente rural(Linda-a-Pastora), onde detinha uma exploraçãoagrícola. O binómio cidade/campo é, porisso, marcante na sua poesia.
  4. 4. O campo não tem aspeto paradisíaco, é um espaço real, ondese podem observar os camponeses no seu quotidiano, onde asalegrias se manifestam face aos prazeres da vida, e as tristezasocorrem, é a representação do concreto, do real, ondepodemos verificar a subjetividade de Cesário pela suapreferência por este local. O campo é associado à vida, àfertilidade, à vitalidade, porque não há miséria, não há ainjustiça que ocorre na cidade. Contrariamente ao campo, oespaço citadino incomoda-o, oprime-o, no sentido em que seapercebe das injustiças cometidas aos pobres. O campo é umespaço de vitalidade, alegria, beleza, vida saudável… Nacidade, o ambiente físico, cheio de contrastes, apresenta ruasesburacadas, casas habitadas pelos burgueses e pelosquintalórios velhos, edifícios cinzentos e sujos.
  5. 5. O campo para ele é como espaço de superaçãodos limites e da humilhação, espaço deevasão, símbolo de saúde e de vida. O ambientehumano é caraterizado por tudo isto e é nestesentido que podemos reconhecer a capacidade deCesário Verde em trazer para a poesia o realquotidiano do homem citadino.
  6. 6. Nos seus poemas, Cesário critica acidade, a capital maldita, adevoradora de vidas, denotando-seuma preocupação social sentida, quetransporta o leitor para a situação vividanaquela época. Para ele a cidade éum local onde se sente oprimido e osseres femininos que aí se encontrem sãoapresentados sob uma imagemdenegrida e em contraste com asfiguras femininas do campo.
  7. 7. A preferência do poeta pelo campo está expressa nospoemas:*De Verão.*Nós. Onde desaparecem a aspereza e a doença ligadas à vidacitadina e surge o elogio ao ambiente campesino. A arte deCesário Verde é reveladora de uma preocupação social eintervém criticamente. O campo oferece ao poeta uma liçãode vida multifacetada que ele transmite com objectividade erealismo. Trata-se assim de uma visão concreta do campo e nãoda abstração da Natureza.
  8. 8. A força inspiradora deCesário é a terra-mãe, sendonela que Cesário encontra osseus temas. É por istoque, habitualmente, seassocia o poeta ao mito deAnteu.

×