COOPERAÇÃO, CONFLITO E
INTERESSES ESTRANGEIROS EM
ÁFRICA
Énio Viegas Filipe Chingotuane
Centro de Estudos Estratégicos e
I...
INDEPENDENCIAS
AFRICANAS
I. COOPERAÇÃO EM
ÁFRICA
A cooperação dos Estados africanos em África inicia
imediatamente após a sua ascenção a independên...
1º- UNIDADE
AFRICANA/UA ?
A Organização da Unidade Africana (OUA) foi criada a 25 de Maio
de 1963 em Addis Abeba, Etiópia ...
Países Membros da União
Africana
Diferente dotação de
recursos
Afica Negra e África Branca
Grupos Etno-linguísticos
Histórico de Colonização
Alinhamento Africano
Durante a Guerra Fria
Fraca rede de transportes e
comunicação
2º- ORGANIZAÇÕES DE
INTEGRAÇÃO REGIONAL
O facto de se registar um fracasso na criação de um Estado
integrando todos os paí...
SADC (1980)
ECOWAS (1975)
IGAD (1986)
AMU (1989)
CEMAC (1999)
Composição Completa
3º- ZONAS DE COMÉRCIO
LIVRE
As zonas de comércio livre, diferente das REC’s que visam
essencialmente a integração regional...
COMESA (1994)
EAC (2000)
ECCAS (1999)
CEN-SAD (1998)
GAFTA (1997)
SACU (1910)
II. CONFLITOS EM
ÁFRICA
Os conflitos em África podem ser divididos em dois tipos:
 Os conflitos inter-estatais- caracteri...
1º- CONFLITOS INTER-
ESTATAIS
CAUSAS DOS CONFLITOS INTER-ESTATAIS:
 Problemas fronteiriços/disputas territoriais
 Antago...
2º- CONFLITOS INTRA-
ESTATAIS
CAUSAS DOS CONFLITOS INTRA-ESTATAIS:
 Rivalidades Étnicas
 Separatismo
 Luta Pelo Poder
...
Conflitos inter e intra-estatais
em África desde 1960
Tendências dos conflitos
intra-estatais e intra-estatais
Comparação das tendências
africanas e internacionais
Mecanismos de Prevenção
Gestão e Resolução de
conflitos
Conscientes de que os conflitos internos e interestatais
produzem ...
3º- PIRATARIA
Países que cooperam no
combate a pirataria: código
de conduta de Djibouti
4º- TERRORISMO
Risco de ataque terrorista
Evolução do terrorismo em
comparação regional
III. INTERESSES
ESTRANGEIROS
O aumento do interesse estrangeiro pelo continente africano
resulta do aumento das necessidad...
1. INTERESSE DA CHINA
Investimentos chineses em
África
Importações e exportações
chinesas de e para África
cooperação militar chinesa
2. INTERESSE DA INDIA
Zona de Interesse indiano
Investimento indiano por
sectores
Projeção de crescimento
comercial India-África
3. INTERESSE DA FRANÇA
Investimentos franceses em
África
Bases militares e
cooperação militar francesa
4. INTERESSE DOS EUA
O Comando militar para
África (USAFRICOM)
O AFRICOM e as bases
militares americanas em
África
Iniciativa comercial
americana: African Grouth
Opportunity Act (AGOA)
5. INTERESSES DO
BRASIL
Atlântico Sul
Africanos no Brasil
Estudantes africanos no
Brasil
INVESTIMENTOS EM
ÁFRICA,
comparação de países
Ajuda externa para África,
comparação de doadores
Fluxo do investimento
estrangeiro direto para África
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cooperação, conflito e interesses estrangeiros em áfrica

468 visualizações

Publicada em

Relações inter-africanas e relações internacionais

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
468
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cooperação, conflito e interesses estrangeiros em áfrica

  1. 1. COOPERAÇÃO, CONFLITO E INTERESSES ESTRANGEIROS EM ÁFRICA Énio Viegas Filipe Chingotuane Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais de Moçambique
  2. 2. INDEPENDENCIAS AFRICANAS
  3. 3. I. COOPERAÇÃO EM ÁFRICA A cooperação dos Estados africanos em África inicia imediatamente após a sua ascenção a independência e se norteou em dois eixos principais: relações Multilaterais e bilaterais AS RELAÇÕES MULTILATERAIS:As relações multilaterais se desenvolveram no seio De: 1. Organização da Unidade Africana/União Africana 2. Blocos Regionais 3. Zonas de comércio livre AS RELAÇÕES BILATERAIS: As relações Bilaterais se desenvolveram essencialmente entre países vizinhos devido a proximidade geográfica, todavia, relações entre países distantes sempre foram frequentes. A fraca cobertura em infra-estruturas de transporte e comunicação torna o contacto entre os povos africanos bastante difícil.
  4. 4. 1º- UNIDADE AFRICANA/UA ? A Organização da Unidade Africana (OUA) foi criada a 25 de Maio de 1963 em Addis Abeba, Etiópia , por iniciativa do Imperador etíope Hailé Selassie . Os objetivos da OUA, expressos na sua Constituição eram:  Promover a unidade e solidariedade entre os estados africanos;  Coordenar e intensificar a cooperação entre os estados africanos, no sentido de atingir uma vida melhor para os povos de África;  Defender a soberania, integridade territorial e independência dos estados africanos;  Erradicar todas as formas de colonialismo da África;  Promover a cooperação internacional;  Coordenar e harmonizar as políticas dos estados membros nas esferas política, diplomática, económica, educacional, cultural, da saúde, bem estar, ciência, técnica e de defesa. Preocupados com a fragmentação do continente africano em vários Estados, os fundadores da OUA visionavam a criação de um único Estado africano integrado. Todavia, esta opção nunca reuniu consensos por uma série de razões desde: 1) as desigualdades na dotação de recursos entre os países, 2) as desigualdades raciais, 3) as diferenças etnoculturais, 4) as diferenças do historial de colonização, 5) o alinhamento aos blocos durante a guerra fria entre outros.
  5. 5. Países Membros da União Africana
  6. 6. Diferente dotação de recursos
  7. 7. Afica Negra e África Branca
  8. 8. Grupos Etno-linguísticos
  9. 9. Histórico de Colonização
  10. 10. Alinhamento Africano Durante a Guerra Fria
  11. 11. Fraca rede de transportes e comunicação
  12. 12. 2º- ORGANIZAÇÕES DE INTEGRAÇÃO REGIONAL O facto de se registar um fracasso na criação de um Estado integrando todos os países africanos, a OUA/UA DECIDIU que se devia implementar uma estratégia de integração sub-regional, que defendia a implementação de acordos de cooperação regional entre países vizinhos. Foi assim que surgiram 5 organizações de integração regional:  Southern África Development Comunity (SADC)  Economic Community of Western African States (ECOWAS)  Inter-governamental Authority for Development (IGAD)  Arab Maghreb Union (AMU)  Economic and Monetary Community of Central Africa (CEMAC) OS principais objectivos destas organizações são:  Promoção do crescimento e desenvolvimento económico;  Harmonização de políticas comerciais, aduaneiras, de transportes, comunicações, agricultura, etc;  Promoção do livre comércio e a livre circulação de pessoas, bens e serviços dentro da região;  Desenvolver valores políticos, sistemas e instituições comuns;  Promover a paz e a segurança através de mecanismos de prevenção, gestão e resolução de conflitos.
  13. 13. SADC (1980)
  14. 14. ECOWAS (1975)
  15. 15. IGAD (1986)
  16. 16. AMU (1989)
  17. 17. CEMAC (1999)
  18. 18. Composição Completa
  19. 19. 3º- ZONAS DE COMÉRCIO LIVRE As zonas de comércio livre, diferente das REC’s que visam essencialmente a integração regional, visam unicamente a promoção do comércio livre. podemos encontrar 4 áreas de livre comércio:  Common Market for Eastern and Southern Africa (COMESA)  Southern African Customs Union (SACU)  East African Community (EAC)  Economic Community of Central African States (ECCAS)  Community of Sahel-Saharan States (CEN-SAD)  The Greater Arab Free Trade Area (GAFTA)
  20. 20. COMESA (1994)
  21. 21. EAC (2000)
  22. 22. ECCAS (1999)
  23. 23. CEN-SAD (1998)
  24. 24. GAFTA (1997)
  25. 25. SACU (1910)
  26. 26. II. CONFLITOS EM ÁFRICA Os conflitos em África podem ser divididos em dois tipos:  Os conflitos inter-estatais- caracterizados pelo confronto direto entre dois ou mais Estados, e  Os conflitos intra-estatais- caracterizados pelo confronto entre grupos subnacionais contra forças governamentais Para além dos conflitos strictu senso o continente africano está enfrentando duas grandes ameaças a sua segurança que são:  Pirataria- as regiões do Corno de África e o golfo da Guiné são as zonas de maior incidência de piratas em África.  Terrorismo- gupos como a Al-qaeda estabeleceram bases em vários países africanos tais como a Somália, Líbia, Nigéria, Argélia, Mali, Niger, Egipto. Para além da Al-qaeda encontramos grupos como o Boko Haram, o Ansar Dine, Al-Shabab, etc.
  27. 27. 1º- CONFLITOS INTER- ESTATAIS CAUSAS DOS CONFLITOS INTER-ESTATAIS:  Problemas fronteiriços/disputas territoriais  Antagonimos ideológicos  Rivalidades regionais IMPORTANTES CONFLITOS INTERESTATAIS:  Guerra entre Argélia e Marrocos (1963)  Guerra entre Africa do Sul e Angola, (1974-1986)  Guerra entre Marrocos e RASD (Frente Polisário) (1975-1991)  Guerra entre Líbia e Egipto (Julho de 1977)  Guerra entre Líbia e Chade (1978-1987)  Guerra entre Etiópia e Somália (1977-1978)  Guerra entre Tanzânia e Uganda (1978–1979)  Guerra entre Mali e Burkina Faso (1974–1975 e 1985)  Guerra entre Ruanda e Zaire (1996–1997)  Guerra entre Etiópia e Eritreia (1998-2000)  Guerra entre Djibouti e Eritreia (10 a 13 de Junho de 2008)  Guerra entre Chade e Sudão (janeiro, 2010)  Guerra entre Sudão e Sudão do Sul (26 de Setembro de 2012)
  28. 28. 2º- CONFLITOS INTRA- ESTATAIS CAUSAS DOS CONFLITOS INTRA-ESTATAIS:  Rivalidades Étnicas  Separatismo  Luta Pelo Poder  Injustiça Social  Opressão Política  Desigualdades Sócio-Económicas  Escassez de Recursos  Pobreza  Legaod colonial  Instigação externa IMPACTO DOS CONFLITOS INTRA-ESTATAIS:  Refugiados  Deslocados de guerra  Aumento da Pobreza e cortes de investimento estrangeiro  Violação aos direitos humanos (mulheres e crianças)  Aumento da orfandade e mutilados  Genocidio e limpeza étnica  Destruição de infra-estruturas (serviços, comércio, transportes, comunicação, saúde, educaçã, etc)
  29. 29. Conflitos inter e intra-estatais em África desde 1960
  30. 30. Tendências dos conflitos intra-estatais e intra-estatais
  31. 31. Comparação das tendências africanas e internacionais
  32. 32. Mecanismos de Prevenção Gestão e Resolução de conflitos Conscientes de que os conflitos internos e interestatais produzem efeitos regionais nefastos desde o aumento dos refugiados, maior circulação de armas ligeiras, custos de ajuda humanitária, custos em acções de peacekeeping , peace-building e reconstrução pós conflito, as organizações regionais africanas decidiram criar organismos de prevenção, gestão e resolução de conflitos, capazes de desenvolver acções de:  Diplomacia Preventiva  Peace-making  Peacekeeping  Peace-enforcement e  Peace-building  Segurança coletiva e defesa coletiva Neste sentido:  A SADC criou o Órgão para a Cooperação em Política Defesa e Segurança (OPDS)  O ECOWAS criou o Economic Community of West African States Monitoring Group (ECOMOG)
  33. 33. 3º- PIRATARIA
  34. 34. Países que cooperam no combate a pirataria: código de conduta de Djibouti
  35. 35. 4º- TERRORISMO
  36. 36. Risco de ataque terrorista
  37. 37. Evolução do terrorismo em comparação regional
  38. 38. III. INTERESSES ESTRANGEIROS O aumento do interesse estrangeiro pelo continente africano resulta do aumento das necessidades de consumo de energia e combustíveis fósseis pelas economias emergentes. Perante a crise europeia, vários Estados emergentes decidiram se envolver mais no continente africano, explorando o vazio deixado pelas potências europeis. Para além dos combustíveis, cresce o investimento em sectores de serviços, na industria transformadora, no turismo, construção civil, agricultura, pescas entre outros. A África possui, acima de tudo, grandes reservas minerais desde o carvão, uranio, diamante, ouro, manganês, platina, cromo, cobre, cobalto, prata, ferro, entre outros. Para além da extração de recursos, grande parte dos investidores descobriu que a África se tornou num grande mercado consumidor devido as mudanças demográficas do continente e principalmente por causa do aumento da classe média e da urbanização. A análise de interesses estrangeiros será centrada em 5 países importantes: 1. Interesses chineses 2. Interesses indianos 3. Interesses franceses 4. Interesses americanos 5. Interesses brasileiros
  39. 39. 1. INTERESSE DA CHINA
  40. 40. Investimentos chineses em África
  41. 41. Importações e exportações chinesas de e para África
  42. 42. cooperação militar chinesa
  43. 43. 2. INTERESSE DA INDIA
  44. 44. Zona de Interesse indiano
  45. 45. Investimento indiano por sectores
  46. 46. Projeção de crescimento comercial India-África
  47. 47. 3. INTERESSE DA FRANÇA
  48. 48. Investimentos franceses em África
  49. 49. Bases militares e cooperação militar francesa
  50. 50. 4. INTERESSE DOS EUA
  51. 51. O Comando militar para África (USAFRICOM)
  52. 52. O AFRICOM e as bases militares americanas em África
  53. 53. Iniciativa comercial americana: African Grouth Opportunity Act (AGOA)
  54. 54. 5. INTERESSES DO BRASIL
  55. 55. Atlântico Sul
  56. 56. Africanos no Brasil
  57. 57. Estudantes africanos no Brasil
  58. 58. INVESTIMENTOS EM ÁFRICA, comparação de países
  59. 59. Ajuda externa para África, comparação de doadores
  60. 60. Fluxo do investimento estrangeiro direto para África

×